Serão leiloados 654 veículos que estão acumulados em unidades operacionais, delegacias ou pátios da PRF em Mato Grosso do Sul.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) é uma instituição policial ostensiva federal brasileira, subordinada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, cuja principal função é garantir a segurança com cidadania nas rodovias federais e em áreas de interesse da União.

Assim, combate as mais variadas formas de crimes nas rodovias e estradas (não pavimentadas) federais do Brasil e também monitora e fiscaliza o trânsito de veículos, bens e pessoas.

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) vai leiloar 654 veículos apreendidos que estão acumulados em unidades operacionais, delegacias ou pátios do órgão em Mato Grosso do Sul. Os lances variam de R$ 15,00 até R$ 12 mil e estarão disponíveis entre os dias 3 e 4 de março.

Entre os itens mais baratos há uma motoneta, modelo 2007 com lance mínimo de R$ 130,00 e uma motocicleta por R$ 230,00, ambas classificadas como conservadas, mas “ruins”. Também há um gol 1997 por apenas R$ 900,00 e até uma camioneta Blazer por R$ 1,5 mil. O veículo mais caro é um caminhão, modelo 2005 por R$ 12 mil.

Para veículos conservados, aptos para circulação e sem restrição judicial e/ou policial, o leilão será realizado em 03 de março a partir das 13h, exclusivamente pela internet através do site. Para os lotes classificados como conservados e sucatas com restrição judicial e/ou policial e os lotes classificados como sucata, sem pendência, o leilão irá ocorreu em 04 de março também a partir das 13h, no mesmo site.

O valor mínimo aceitável para cada lote será o estimado no edital, ou o melhor lance antecipado registrado no sistema até o início da sessão pública. Iniciada a etapa competitiva, os participantes deverão encaminhar lances exclusivamente por meio eletrônico, sendo imediatamente informados do seu recebimento e do valor consignado no registro.

Confira o edital completo através deste link.

Leia também

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • 1
  •  

Deixe um comentário

Deixe um comentário