Como legalizar moto de leilão? Essa é uma das perguntas mais comuns que recebemos aqui no Motos de Leilão. As pessoas tem muitas dúvidas sobre a documentação, pois elas acreditam que por causa do leilão isso se torna muito mais difícil, sendo que na realidade nem muda tanto assim da transferência de uma moto qualquer.

Se você precisa transferir a sua moto de leilão ou se está se preparando para fazer a sua primeira compra, acompanhe nosso guia e descubra como isso pode ser feito de forma simples. Aproveite e compartilhe esse conteúdo com seus amigos que, como você, estão buscando a primeira moto ou trocá-la por uma melhor nos leilões.

Leia também: Comprar moto de leilão vale a pena?

Quais são os procedimentos e como legalizar moto de leilão?

Legalizar moto de leilão é bem mais fácil do que você pensa, mas algumas questões precisam ser analisadas antes mesmo de adquiri-la, como, por exemplo, se você está comprando um veículo que pode continuar rodando ou uma sucata.

Não compre sucata

A sucata, geralmente, só pode ser comprada por empresas especializadas, mas é sempre importante conferir se os danos que o veículo recebeu são de pequena ou de média monta, pois se ele tiver mais de 75% da lataria comprometida, ele não tem direito a documentação para rodar.

Pagamento

Outro ponto importante é que todo o processo só pode ser começado depois do pagamento do lote do leilão, que é quando você efetivamente passa a ser dono da moto em questão, ou seja, se em algum leilão você conseguiu um prazo para dar a segunda parte do valor da moto, você não consegue fazer nada em relação a essa documentação.

Certificado de Segurança Veicular

Depois disso é necessário tirar o CSI (certificado de segurança veicular). Esse documento é conseguido depois de uma vistoria feita, onde o básico da sua moto será verificado para saber se ela está possibilitada para voltar à circulação.

Depois disso, você entrará na parte que muitos consideram mais complexa, mas que na verdade nem é tão complicada assim: o processo administrativo de regularização documental.

Como é o processo de legalizar moto de leilão no DETRAN?

Esse processo é a parte mais complexa de toda a legalização da moto de leilão, mas o ponto é sempre ficar atento à lista de documentos:

Requerimento para desbloqueio de sinistro:

  • Nota fiscal original de compra da moto do leilão (emitida pelo leiloeiro);
  • Original do Auto de Leilão (emitida pelo leiloeiro);
  • Originais e cópias de documentos pessoais, como RG, CPF e comprovante de residência;
  • Certificado de registro de veículo (CRV);
  • Certificado de segurança veicular (CSV);
  • Laudo de vistoria obtido em Empresa Credenciada de Vistoria (ECV);
  • Comprovante bancário do pagamento da taxa de emissão do CRV (Certificado de Registro do Veículo).

Levando esses documentos no Detran, você abre o processo e consegue resolver essa questão, sendo que a regularização pode demorar até 90 dias úteis.

O que recomendamos nesse período é que você não utilize a moto de forma alguma, pois isso será grave infração às leis de trânsito. Aproveite o tempo para fazer as manutenções necessárias para que ela rode 100%.

Leia também

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • 1
  •  

Deixe um comentário

Deixe um comentário