Harley-Davidson revela nova linha de motos mais compactas e leves


Harley-Davidson revela nova linha de motos mais compactas e leves, provando que não tá fácil pra ninguém… A queda nas vendas no mundo todo, nos últimos anos, obrigou a Harley-Davidson a mudar de estratégia para conquistar novos clientes.

Agora ela vai produzir modelos de baixa cilindrada e também uma opção aventureira (big trail). As novidades da marca centenária, que em 2018 completa 115 anos, chegam ao mercado até 2022.

A Harley já havia anunciado que expandiria sua produção para outros países, o que levou o presidente dos EUA, Donald Trump, a ameaçar punir a empresa “como nunca antes” caso parte da produção da marca saia do país. No último trimestre, as vendas da H-D caíram 3,6%.

Harley-Davidson revela nova linha de motos mais compactas e leves

A marca pretende seguir o mesmo caminho tomado por BMW e KTM, investindo em projetos dos segmentos mais acessíveis. E já adiantou que há pelo menos um produto com motor entre 250 cm³ e 500 cm³.

Num primeiro momento, a novidade atenderia o mercado asiático, especialmente a Índia, que recebeu com sucesso o lançamento da Street 500 – o modelo de menor cilindrada da gama H-D.

A empresa deu a atender que o modelo chegará também a outros países emergentes, sem citar quais. O Brasil poderia ser um deles, já que o nosso mercado é formado na maioria por motos de baixa cilindrada. Até mesmo com produção local, em Manaus (AM). O modelo mais em conta da marca por aqui é a Iron 883, de sai por R$ 42.400.

deStreetfighter 975

A fabricante norte-americana também está disposta a investir em segmentos até então inexplorados pela marca, como o das naked. A imagem de um protótipo foi divulgada e, por ora, recebeu o nome deStreetfighter 975.

Harley-Davidson revela nova linha de motos mais compactas e leves
Naked esportiva: o protótipo Streetfighter 975 cc possui uma estilo mais agressivo. Divulgação/ Harley-Davidson

Trata-se de uma naked esportiva equipada com motor V2, de 975 cm³, e com estilo mais agressivo para duelar com rivais de porte intermediário, como BMW S 1000 R e Kawasaki Z1000. O lançamento mundial está previsto para 2020.

Pan America

Já a moto estilo big trail a ganhou o nome de Pan America. Por enquanto é um conceito equipado com motor V2, de 1.250 cm³, com rodas raiadas e bolha na dianteira.

Será a primeiro modelo aventureiro da empresa a seguir a cultura atual do segmento, que é a de longas viagens e algumas incursões fora de estrada. Em 2021, a novidade seria a Custom 1.250, desta vez mantendo a tradição centenária da marca.

A Pan America é a big trail voltada para longas viagens e aventuras fora de estrada. Divulgação/ Harley-Davison
A Pan America é a big trail voltada para longas viagens e aventuras fora de estrada.
Divulgação/ Harley-Davison

LiveWire

Conhecida pelas motos grandes e de ronco grosso, a Harley dá o primeiro passo para atrair uma nova geração de motociclistas, que busca modelos mais compactos e leves, além do público aventureiro, que cresce a cada ano.

Parte dessa estratégia passa também pelos modelos elétricos. Em 2019 chega às ruas a LiveWire, que estreará a inédita família de motos movidas a eletricidade atendendo diferentes estilos e segmentos.

A motor 100% elétrica LiveWire fará sua estreia em 2019. Divulgação/ Harley-Davidson
A motor 100% elétrica LiveWire fará sua estreia em 2019.
Divulgação/ Harley-Davidson

O investimento total da Harley até 2022 alcançará entre US$ 700 milhões a US$ 800 milhões. A empresa prevê que até lá a receita anual incrementada gire em mais de US$ 1 bilhão.

Harley-Davidson revela nova linha de motos mais compactas e leves
5 (100%) 2 votes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *